Trilhões de galáxias, cada uma delas com bilhões de estrelas. E os planetas ?
Quantos planetas vocês acham que existem por aí ? Fica aí o exercício de casa para refletir.
Estamos sozinhos no universo ? Essa é uma pergunta que atormenta a humanidade desde sempre.

Que tal começarmos dando uma olhadinha em nossa vizinhança ?
Esse é objetivo do Project Blue, procurar por planetas parecidos com a Terra em nossa vizinhança que tenham um tamanho aproximado entre 0,5 a 1,5 o tamanho da Terra com um telescópio espacial compacto tendo uma abertura de 45 a 50 centímetros para estudar diretamente a zona habitável do sistema estelar mais próximo da Terra, Alpha Centauri.

Concepção Artística do telescópio do Projejct Blue observando Alpha Centauri(Crédito: Project Blue)

 

Se algum planeta desse tipo existir, com oceanos e atmosfera, veremos um pequeno ponto pálido azul. A Pale Blue Dot!

Otendo sucesso neste projeto, será a imagem mais detalhada de um sistema planetário interno em torno de uma estrela difrente do Sol.

Simulação da imagem direta de um Exoplaneta Azul.(Crédito: Project Blue)

Nossa geração tem uma oportunidade única para descobrir planetas terrestres em torno de outras estrelas, e o Project Blue poderia fazer esse avanço.

Qualquer planeta que o Project Blue descobrir será um excelente alvo para os futuros grandes telescópios que estão sendo desenvolvidos.
Como exemplo, deem uma olhada no site da NASA HabEX Habitable Exoplanet Imaging Mission.

Haverá uma grande onda de interesse para aplicar técnicas espectroscópicas para discernir detalhes sobre a natureza dos planetas e suas atmosferas.

O Project Blue será equipado com tecnologias avançadas de imagem em alto contraste embutidas em um coronógrafo com um espelho deformável controlando precisamente as frentes de ondas de luz de sistema multi-estrelas como Alpha Centauri A e B, e técnicas de pós-processamento especializadas

Concepção Artística do Telescópio do Project Blue.(Crédito: Project Blue)

O lançamento é previsto para 2021, e em 2022 quem sabe que o que está por vir.

Time-line Project Blue (Crédito: Project Blue)

Vamos ao espaço à procura de Pálidos Pontos Azuis.

Auf wiedersehen!

Fonte: http://www.projectblue.org

Felipe Hime Miranda

Graduando em Astronomia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Astrofísico em formação, criador do Café e Ciência e atualmente bolsista CNPq no Museu de Astronomia e Ciências Afins.

Ver Todos os Artigos

Adicionar Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *