Além da órbita de Netuno, há um cinturão de objetos compostos de gelo e rochas, dentre os quais destacam-se quatro planetas anões: Plutão, Eris, Makemake e Haumea.

Haumea é o menos conhecido dos quatro e foi recentemente o objeto de uma campanha de observação internacional que foi capaz de estabelecer suas principais características físicas.

O estudo, revela a presença de um anel ao redor do planeta.

Os objetos trans-netunianos são difíceis de estudar por causa de seu tamanho pequeno, seu baixo brilho e as distâncias enormes que nos separam deles.

Um método muito eficiente mas complexo reside no estudo de ocultações estelares, ou na passagem desses objetos em frente a uma estrela (como um pequeno eclipse), permite aos astrônomos determinar as principais características físicas de um objeto (tamanho, forma e densidade) e foi aplicado com sucesso aos planetas anões Plutão, Eris e Makemake.

Conceito artístico de Haumea e seu anel. Crédito: IAA-CSIC / UHU

Haumea é um objeto interessante: gira em torno do Sol em uma órbita elíptica que leva 284 anos para completar, e leva 3,9 horas para girar em torno de seu eixo, muito menos que qualquer outro corpo que mede mais de cem quilômetros de comprimento em todo o Sistema Solar.

Os dados recentemente publicados revelam que Haumea mede 2.320 quilômetros no seu maior eixo – quase o mesmo que Plutão.

Ned Oliveira

Apaixonada por astronomia.

Ver Todos os Artigos

Adicionar Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *